Capitais:
4007-2233
Outras Cidades:
0800-777-1986

Coroa de Flores para Sete Lagoas / MG

Mais Vendidas
Coroa de Flores Luxo  - 02

Coroa de Flores Luxo - 02

a partir de R$ 365,00

Comprar
Coroa de Flores Luxo - 01

Coroa de Flores Luxo - 01

a partir de R$ 365,00

Comprar
Coroa de Flores Luxo - 05

Coroa de Flores Luxo - 05

a partir de R$ 405,00

Comprar
Para Empresas
Coroa de Flores Luxo - 04

Coroa de Flores Luxo - 04

a partir de R$ 405,00

Comprar
Coroa de Flores Premium - 03

Coroa de Flores Premium - 03

a partir de R$ 305,00

Comprar
Mais Vendidas
Coroa de Flores Luxo - 03

Coroa de Flores Luxo - 03

a partir de R$ 405,00

Comprar
Coroa de Flores Super-Luxo - 01

Coroa de Flores Super-Luxo - 01

a partir de R$ 555,00

Comprar
Coroa de Flores Premium - 01

Coroa de Flores Premium - 01

a partir de R$ 259,00

Comprar
Foto de Sete Lagoas
  • SETE LAGOAS - MG
  • Televendas: 0800-777-1986

Sete Lagoas

A fundação da Cidade de Sete Lagoas data do tempo da febre do ouro, quando Bandeirantes se internavam pelos sertões em sucessivos embates com as feras e com os índios. Apenas em 1667, chegaram às terras do município os primeiros europeus, componentes da Bandeira de Fernão Dias. Naquele tempo, receber do Rei o título de Barão, Marquês, Conde ou Duque era a maior honraria que se podia alcançar. Desta maneira aconteceu com Fernão Dias Paes Leme: o Governador das Esmeraldas.

Em 1677, Fernão, com 60 anos, quis descobrir esmeraldas para o Rei de Portugal, de modo que saiu de São Paulo e cruzou as terras de Minas Gerais até o Grão Mogol. Neste ínterim, internou-se pelos arredores na expectativa de descobrir alguma novidade que lhe fosse útil e ao Rei de Portugal.

Em um serrote das Sete Lagoas foi encontrado por ele um minério argentífero de singular beleza. Presume-se que o serrote a que se referem vários historiadores seja a Lapa do Chumbo, da Fazenda das melancias e que foi pesquisado por vários mineralogistas, inclusive pelo engenheiro Dr. Teófilo Benedito Otoni, nome estreitamente ligado aos acontecimentos que marcaram a vida desta comunidade nos primeiros lustros deste século.

O povoamento da região se iniciou a partir de 1820, quando foi construída a capela de Santo Antônio das Sete Lagoas, ainda existente. Pelo exposto acima, a Casa Grande, que a tradição nos aponta como primitiva sede da Fazenda das Sete Lagoas parece ter sido construída pelo Sr. José Inocêncio Pereira.

Velório na Cidade de Sete Lagoas

A igrejinha da Serra foi construída em 1852 pelo fazendeiro Antônia Lino de Avelar e situa-se à Serra de Santa Helena. A ocasião em que a Cidade de Sete Lagoas recebe muitos turistas é quando esta sendo celebrada a festa de Santa Helena. Nesse dia, os devotos e guardas de Congo e de Moçambique saem em procissão levando a bandeira rumo à capela. Mas os sepultamentos reverenciados dos mortos marca muito o contexto histórico e cultural da Cidade, uma vez que em sua maioria as pessoas de Cidade de Sete Lagos são muito religiosas. Isso pode ser evidenciado no Cemitério Municipal Santa Luzia, por exemplo. Além de ser um dos mais tradicionais da região, ele também proporciona para as famílias que perderam seus entes queridos, serenidade, conforto e segurança na hora da despedida.

Floricultura na Cidade de Sete Lagoas

As flores possuem perfumes e formas que costumam despertar nas pessoas sentimentos dos mais variados. Não é por menos que o significado mais importante das flores se refere ao motivo de serem utilizadas em velórios e sepultamentos. O site Coroas para Velório faz com que sua despedida seja especial não pelo último adeus, mas por oferecer as flores mais belas.